Imagem 1
Imagem 2
Imagem 3
Imagem 4
1 2 3 4
Translate this Page

Rating: 2.8/5 (1069 votos)



ONLINE
1



 

 

 

 

CONVIDE PARA MINISTRAR EM SUA IGREJA

OU EMPRESA,SEUS FUNCIONÁRIOS AGRADECEM.

PREÇO:NADA.

 Ir. Reinaldo Goulart

-Conferencista

-Professor da Escola Dominical

-Líder do dept. musical.

-Trabalhador ativo na igreja.

 

 

CLIQUE AQUI

PARA REFLETIR

SANTIDADE AO SENHOR

 

 

 



AFINAL DE CONTAS POSSO OU NÃO JULGAR

AFINAL DE CONTAS POSSO OU NÃO JULGAR

Romanos 2-1

Portanto, és indesculpável, ó homem, sejas quem for, quando julgas, porque a ti mesmo te condenas em tudo aquilo que julgas no teu semelhante; pois tu, que julgas, praticas exatamente as mesmas atitudes. 

Bom amados vamos entender isto muito bem para que não sejamos encontrados em pecado.

A Bíblia não é pra ser interpretada por homens, é para ser inspirada pelo Espírito Santo consolador de Deus

Eu por exemplo nunca usei e nunca usarei bíblias tendenciosas que trazem a visão do autor sobre os textos.

Nós não precisamos disto basta pedir discernimento de Deus, examinar a Bíblia que Deus te mostrará a verdade.

Sempre tomo muito cuidado ao fazer os estudos para não cair no mesmo erro. Interpretar a Bíblia sem inspiração de Deus é muito perigoso.

Então vamos lá:

O nosso poder de discernimento depende de alguns fatores essenciais.

Julgar tem o significado de formar opiniões sobre algo ou alguém, então levando isto em consideração, devemos entender que se não julgarmos, nada aprenderemos neste mundão.

Para se formar um conceito, precisamos julgar este conceito de acordo como o que sabemos.

Mas o que sabemos?

Sabemos coisas que aprendemos no decorrer do tempo de vida que temos.

Por exemplo uma criança julga certo pular de grandes alturas por não conhecer, ainda, os perigos de se machucar. A partir de uma certa idade, adquirimos um julgamento que nos permite saber os perigos que temos em pular de grandes alturas e com isto evitamos fazê-lo sem as devidas precauções.

Julgar sob o entendimento Bíblico.

Em Romanos 2 verso 1, está bem claro que nos humanos temos uma forte tendência de julgar e condenar coisas que em muitas das vezes, também fazemos. Então altamente lógico seria que Deus nos alertasse para não julgar desta forma.

Julgar se parece muito com avaliar situações cotidianas afim de aprender e não ter mais dúvidas sobre como ou o que fazer.

Imagine se ao escutar um sermão, não tivemos, de Deus a oportunidade de sermos “Crentes Bereanos”.

O que diz Lucas em:

Atos 17.11

“Ora, estes eram mais nobres do que os de Tessalônica, porque receberam a palavra com toda avidez, examinando diariamente as Escrituras para ver se estas coisas eram assim”

Percebam que eles examinavam as escrituras para saber se o que lhes era dito estava de acordo com a palavra de Deus. Os Bereanos julgavam o que ouviam e tiravam a limpo. Então onde esta o erro de julgar?

Julgar só esta errado quando após o julgamento, proferimos uma sentença sem a devida certeza do que estamos fazendo, então se julgo algo ou alguém, posso estar me condenado também pois, quem sabe, não estou no mesmo caso?

Agora vamos lembram e examinar as Escrituras sagradas para entendermos de vez.

João 7:24

Não julguem apenas pela aparência, mas façam julgamentos justos".

 

Agora deve ter ficado mais fácil o entendimento do “JULGAR”.

Se simplesmente julgarmos pelo que vemos ou pelo que nos é dito não seremos justos e certamente teremos um julgamento apressado e errado sobre qualquer assunto.

 

Então amados levem “João 7:24 - Não julguem apenas pela aparência, mas façam julgamentos justos" para sempre em seus julgamentos e certamente não estarão cometendo erro algum.

 

 

REINALGO GOULART – 07 DE SETEMBRO DE 2017.