Imagem 1
Imagem 2
Imagem 3
Imagem 4
1 2 3 4
Translate this Page

Rating: 2.8/5 (1069 votos)



ONLINE
1



 

 

 

 

CONVIDE PARA MINISTRAR EM SUA IGREJA

OU EMPRESA,SEUS FUNCIONÁRIOS AGRADECEM.

PREÇO:NADA.

 Ir. Reinaldo Goulart

-Conferencista

-Professor da Escola Dominical

-Líder do dept. musical.

-Trabalhador ativo na igreja.

 

 

CLIQUE AQUI

PARA REFLETIR

SANTIDADE AO SENHOR

 

 

 



VAMOS ENTENDER O DÍZIMO.

VAMOS ENTENDER O DÍZIMO.

O QUE SIGNIFICA A PALAVRA – DÍZIMO?

Substantivo masculino

Tributo que os fiéis pagavam à Igreja como obrigação religiosa.

Referente à décima parte de um todo.

 

Há muito tempo venho estudando sobre o dízimo, e a grande dúvida é sempre tenho ou não obrigação no Dízimo.

Vários textos são colocados defendendo a obrigatoriedade e também vários a não obrigatoriedade.

E aí? SER OU NÃO SER? ESTA É A QUESTÃO.

Então vamos à palavra de Deus.

Primeira referencia bíblica aos dízimos.

 

GENESIS 14-20

E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E deu-lhe o dízimo de tudo. 

 

Abrão deu 10% das coisas das outras pessoas num ato representativo de gratidão a gratidão a Deus em nome das pessoas que tinham sido miraculosamente libertadas de uma vida de escravidão.

Este evento foi único. Não tem nada a ver com o ensino agora comum de que se deve dar 10% dos rendimentos, sob pena de maldição a um grupo de líderes religiosos profissionais.

 

CONTINUANDO, OUTRA REFERENCIA BÍBLICA SOBRE DÍZIMO

 

Gênesis 28:20-22

E Jacó fez um voto, dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta viagem que faço, e me der pão para comer, e vestes para vestir;
E eu em paz tornar à casa de meu pai, o Senhor me será por Deus;
E esta pedra que tenho posto por coluna será casa de Deus; e de tudo quanto me deres, certamente te darei o dízimo.

Notem que Jacó, faz uma barganha com DEUS e muitas imposições antes de dar o dízimo.

Notem também que não há nenhum registro bíblico de que ele tenha cumprido alguma vez essa promessa!

 

Então irmãos vamos começar daqui:

 

Se for assim que você faz, me mostrem onde, na Bíblia este ensinamento tenha sido para fazermos barganha com Deus.

Notem que não há nenhum registro bíblico de que JACÓ tenha cumprido alguma vez essa promessa!

 


As pessoas pagavam um dízimo geral aos Levitas. 

 «E eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo ministério que executam, o ministério da tenda da congregação» (Números 18:21).

Todas as tribos de Israel, fora os Levitas, tinham uma área geográfica designada como sua “herança”. Mas os Levitas, como contrapartida pela sua obra na nação, recebiam da população um imposto sobre os rendimentos de 10%. Os Levitas funcionavam como Inspetores Sanitários , Polícia, Departamento de Justiça, e Departamento da Educação. Sendo mais claros, os Levitas eram o serviço público (ou função pública) em Israel, e eram sustentados por um sistema de impostos sobre os rendimentos chamados “dízimos”.  

 

Os Levitas eram, como hoje em dia os governantes e representantes do povo. Nós pagamos impostos para que eles nos mantenham com provisões.
 

Por sua vez, os Levitas pagavam o dízimo dos dízimos aos sacerdotes.  


 «E falou o SENHOR a Moisés, dizendo: Também falarás aos levitas, e dir-lhes-ás: Quando receberdes os dízimos dos filhos de Israel, que eu deles vos tenho dado por vossa herança, deles oferecereis uma oferta alçada ao SENHOR, os dízimos dos dízimos» (Números 18:25,26).


Todos os sacerdotes eram Levitas, mas nem todos os Levitas eram sacerdotes. Os sacerdotes descendiam de Aarão e tinham responsabilidades específicas relacionadas com a adoração no Templo.

Os dízimos garantiam a segurança financeira dos sacerdotes, e por conseguinte protegiam o sistema do Templo. 

Ao povo de Israel era requerido que se reunisse 3 vezes por ano em Jerusalém (lugar escolhido por Deus para as grandes festas). Este tempo deveria ser de regozijo e o Senhor queria assegurar que todos teriam recursos suficientes disponíveis que lhes desse a possibilidade de estarem plenos.  Ele então ordenou que pusessem 10% do seu rendimento anual para esse propósito. 

As pessoas pagavam um dízimo para os pobres, os órfãos, e as viúvas.


«Ao fim de três anos tirarás todos os dízimos da tua colheita no mesmo ano, e os recolherás dentro das tuas portas; então virá o levita (pois nem parte nem herança tem contigo), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e comerão, e fartar-se-ão; para que o SENHOR teu Deus te abençoe em toda a obra que as tuas mãos fizerem  (Deuteronômio 14:28-29)

 

Notemos então que o Dízimo era ordenança para que se mantivesse bem os que necessitavam e aos Levitas que se colocavam 24 hs sob os serviços do Senhor.

 

Onde em tudo isto mostra o Dízimo como esta sendo pregado hoje em dia?

 

Falarei agora sobre o versículo preferido dos pregadores de dízimos atuais.

 

TRAZER TODOS OS DÍZIMOS
 «Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes» (Malaquias 3:10).


Se dermos uma olhada atenta ao versículo, descobriremos algo muito interessante. 

Embora o dízimo tenha sido reconhecido desde a época de Moisés, nos dias de Malaquias os sacerdotes do templo recolhiam as ofertas e não repassavam para os levitas, para que eles pudessem utilizá-las para cuidar dos próprios levitas, dos órfãos, das viúvas e viajantes. E isso fez com que o profeta (Malaquias)inicia uma advertência a todos sobre o roubo do dízimo.

"Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, vós, a nação toda." (Malaquias 3:9)

 

OU SEJA ESTE VERSÍCULO ISOLADO, MOSTRA UMA TREMENDA BRONCA DE DEUS, ATRAVÉS DE MALAQUIAS, AOS SACERDOTES QUE ESTAVAM ROUBANDO OS DÍZIMOS.

 

Dízimos no novo testamento

 

Irmãos é fato que Paulo deixava sempre claro que imposições não deveriam ser passadas aos gentios (nós somos Gentios).

 

O Primeiro Concílio da Igreja

Quando a Igreja começou a despontar no livro dos Atos, houve quem tentasse forçar os crentes Gentios a viverem debaixo da Lei. Levantou-se uma disputa que rapidamente conduziu ao primeiro concílio eclesiástico.

Então alguns que tinham descido da Judeia ensinavam assim os irmãos:
Se não vos circuncidardes conforme o uso de Moisés, não podeis salvar-vos. Tendo tido Paulo e Barnabé não pequena discussão e contenda contra eles, resolveu-se que Paulo e Barnabé, e alguns dentre eles, subissem a Jerusalém, aos apóstolos e aos anciãos, sobre aquela questão». 

E, quando chegaram a Jerusalém, foram recebidos pela igreja e pelos apóstolos e anciãos, e lhes anunciaram quão grandes coisas Deus tinha feito com eles. Alguns, porém, da seita dos fariseus, que tinham crido, se levantaram, dizendo que era essencial circuncidá-los e mandar-lhes que guardassem a lei de Moisés. 

E, havendo-se eles calado, tomou Tiago a palavra, dizendo: Homens irmãos, ouvi-me:

Por isso julgo que não se deve perturbar aqueles, dentre os Gentios, que se convertem a Deus. Mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da prostituição, do que é sufocado e do sangue» (Atos 15:1-2, 4-5, 13, 19-20).


A questão levantada neste concílio era (versículo 5): Os crentes têm que observar a Lei de Moisés (que, como é óbvio, inclui o dízimo?) 

Qual foi a resposta? Foi-lhes dadas apenas quatro instruções.

(1) Absterem-se das coisas contaminadas pelos ídolos, (2) prostituição, (3) o que é sufocado, e (4) o sangue.

Onde é que está o dízimo nesta lista? Em parte nenhuma! O primeiro concílio eclesiástico não declarou que era requerido aos crentes pagar o dízimo.

O que o Novo Testamento Ensina?  

«Também, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus dada às igrejas da Macedônia; como em muita prova de tribulação houve abundância do seu gozo, e como a sua profunda pobreza abundou em riquezas da sua generosidade. Porque, segundo o seu poder (o que eu mesmo testifico) e ainda acima do seu poder, deram voluntariamente. Pedindo-nos com muitos rogos que aceitássemos a graça e a comunicação deste serviço, que se fazia para com os santos. E não somente fizeram como nós esperávamos, mas a si mesmos se deram primeiramente ao Senhor,e depois a nós, pela vontade de Deus   (2 Coríntios 8:1-5).

Observem a Palavra – generosidade.

 

Deus colocou corações generosos, entre os gentios que compreendem e entendem a importância de nossas ofertas para provisão da casa de Deus (igrejas) e para podermos ter provisões para auxiliar os que ainda não conhecem a Jesus.

 

Irmão não está sob julgo pesado, lembrem-se – Meu julgo e leve e suave – então entendam o dizimo e deem de coração aberto, pois nada que doarmos por obrigação chegara a Deus com cheiro suave.

Tenho muito orgulho de informar a vocês que meu Pastor entende que assim deve ser.

 

O QUE REALMENTE SUSTENTA A IGREJA É A GRAÇA DIVINA, NÃO OS DÍZIMOS.

 

 

Conferencista Reinaldo 09-03-2017.

CONVIDE O CONFERENCISTA PARA MINISTRAR EM SUA IGREJA OU EMPRESA, SUA IGREJA E SEUS FUNCIONÁRIOS AGRADECEM.

VALOR QUE ELE COBRA: NADA.